Sejam Bem-vindos

Ideia, cinema, literatura, opinião, crítica, política, Direito, dia-a-dia - Um espaço para escrever, relaxar e soltar o verbo.
A preocupação é deixada de fora.


Sinta-se em casa!




terça-feira, 8 de abril de 2014

Eu mereço? (by Fabi)

Hoje a moda é "Eu não mereço ser estuprada!"
Mas há quanto tempo somos tão desmerecidas por tanta coisa?!

Não mereço, enquanto mulher, ser tratada com desdém quando falo de minhas convicções religiosas.
Não mereço ser segregada por não ter a escolaridade convencional. Há tanto potencial em gente ignorante e tão pouca sabedoria em ditos intelectuais.
Não mereço, enquanto profissional de educação, ter o salário e o tratamento que tenho de meus superiores.
Não mereço ser xingada no trânsito durante uma manobra errônea, pelo simples fato de ser mulher.
Não mereço ser assediada por palavras torpes e chulas, pq me visto sensualmente.
Não mereço não ter direitos.
EU SOU MINHA! A minha dor é só minha, a minha alegria é só minha, meus infortúnios são só meus, minhas mazelas me pertencem,minhas síndromes me tornam quem eu sou.
Não mereço migalhas, quando posso ter um banquete.
Não mereço ser considerada velha/ultrapassada pq estou chegando aos 40. A vida começa aos 40, baby!
Não mereço sentir medo de coisas banais. Ter pânico de trivialidades.
Não mereço morrer.

Enfim, não mereço um tratamento especial por ser eu, por ser mulher.
Mereço um tratamento especial por ser gente. Gente que sente. Gente que ri. Gente que, principalmente, chora.


"E pra dor que rói a carne tesa sobre a pele fina, não há um só remédio em toda a medicina."

O Desejo -Zeca Baleiro/ Chorão - CD O Disco do Ano

Nenhum comentário:

Postar um comentário