Sejam Bem-vindos

Ideia, cinema, literatura, opinião, crítica, política, Direito, dia-a-dia - Um espaço para escrever, relaxar e soltar o verbo.
A preocupação é deixada de fora.


Sinta-se em casa!




segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Ahhhh Ridley...! (by Fabi)

Eu sou uma super fã de filmes em 3D. Me acomodo na poltrona, ponho o óculos, me arrepio, me emociono e tudo, pq eu considero uma das maiores inovações já existentes em termos de 7ª arte. E eu criei tantas expectativas com Êxodo - Deuses e Reis, mas tanta, que eu cheguei ao cinema em cima da hora da sessão e fui capaz de abandonar meu amigo que chegou depois e , consequentemente, ficou sem ingresso. Corri por todo o saguão, subi as escadas rolantes correndo e finalmente cheguei. Ansiosa, mãos suando, coração acelerado (só entende quem gosta).
Parecia uma criança quando o filme começou: sorrindo e lacrimejando comecei a ver retratada na tela, uma das histórias bíblicas mais lindas que conheço. Detalhe: conheço e acredito.
Mas o que tinha tudo para ser o Ben-Hur dessa década, foi aos poucos, se tornando um filme cansativo, com uma belíssima fotografia, mas mal editado e o principal: sem ter como parâmetro a Bíblia, de onde se origina a história. Fatos que não constam na Bíblia, algumas inovações, pq como um mestre do cinema, ele tem esse direito, mas não foi fiel. E fidelidade à um best seller é tudo!
Aronofsky fez pior com Noé, mas você é o cara, Ridley!!!!!!!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário