Sejam Bem-vindos

Ideia, cinema, literatura, opinião, crítica, política, Direito, dia-a-dia - Um espaço para escrever, relaxar e soltar o verbo.
A preocupação é deixada de fora.


Sinta-se em casa!




sexta-feira, 19 de novembro de 2010

15 anos. (by Fabi)

Meu post, hoje, no blog é p/ vc, Mariana Beatriz. Minha filha, minha amiga, minha companheira, minha "cria". Amanhã completando 15 aninhos.
Parece que foi ontem que eu saí do laboratório, depois de pegar o resultado POSITIVO do exame de sangue e a primeira coisa que comprei, foi uma bolsa rosa linda!!!!! Eu sabia que seria menina!!!! E vc veio exatamente como eu havia sonhado: linda, cabeluda, gordinha e com o mesmo sorriso que carrega nos lábios até hoje. E como vc sorria!! E como passa rápido! Há tão pouco tempo conversávamos sobre Barbie's e hoje, conversamos sobre rapazes. Quando vc chegou em minha vida eu era tão despreparada, com aquela insegurança típica das "mães-marinheiras-de-primeira-viagem", olhava vc dormir e colocava o dedo no seu narizinho p/ ver se vc estava respirando, pq eu tinha medo que vc virasse anjo e me deixasse sozinha, pois no fundo, no fundo, eu sabia que seríamos sempre só nós duas. E assim foi.
As coisas nunca foram muito fáceis p/ gente. Mas e daí? Ninguém me garantiu que seriam... E eu acho que já me acostumei a dançar de acordo com a música da vida.
Vc me mudou. Acho que quando a gente é mãe, a gente perde o medo de tudo, ou ganha medo de tudo. Morrer? Não, as mães não morrem. Precisam viver pelos filhos. Pelo menos lutam p/ isso. Vc está crescendo e eu percebo que nada muda. As preocupações só tomam dimensões maiores. Os medos só mudam de objeto.
Eu vou estar sempre aqui p/ vc. Eu serei sempre aquela que vai beijar o seu dodói ,quando vc cair, só p/ vc ter a sensação de que, aquele dodói, vai sarar logo. Aquela, que vai acordar de madrugada e colocar a mão em vc, não mais p/ saber se vc estará respirando, mas p/ sentir a textura da sua pele um momento solitário meu, individual, particular, como uma necessidade primária de quem precisa sentir-se amado e querido...
A mamãe sempre vai te chamar de meu neném, de meu cocô, de pipoquinha, de Naninha....Pq vc pode até crescer, mas nunca deixará de ser a minha coisinha pequenininha de maria-chiquinhas que pulava igual a pipoca, que fazia um biquinho quando falava "coração", que não sabia falar o L das palavras.
Passado o momento nostalgia da mamãe, saiba que enquanto DEUS me der força e saúde, estaremos juntas. Que, apesar de todos os obstáculos que a vida insiste em nos impôr, todas as contrariedades, a gente salta, pula, rebola e ultrapassa! Pq somos fortes, somos guerreiras e não estamos sozinhas. DEUS é conosco!
Que Papai do Céu estenda sobre vc, minha filha, seu braço forte, te protegendo, te guardando, te livrando de todo perigo, de todo mal, satisfazendo todos os desejos de seu coraçãozinho. Que vc possa crescer uma moça sensível, delicada, inteligente e cheia de qualidades. Feliz aniversário, meu amor! Há exatos 15 anos, vc faz a minha vida mais feliz...
Amo-te, filha. P/ vc, todo o amor que houver nessa vida...

Mamãe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário