Sejam Bem-vindos

Ideia, cinema, literatura, opinião, crítica, política, Direito, dia-a-dia - Um espaço para escrever, relaxar e soltar o verbo.
A preocupação é deixada de fora.


Sinta-se em casa!




domingo, 30 de janeiro de 2011

O Garanhão Italiano (by Fabi)

O século? 21. O país? Itália, um dos países integrantes do Grupo dos 7 (países mais desenvolvidos do mundo). O que mais se comenta por lá? Os escândalos sexuais envolvendo o primeiro-ministro Silvio Berluscone.
E enquanto a coisa ferve por lá, onde o primeiro-ministro está prestes a ser destituído de seu cargo, aqui no Brasil o camarada está sendo considerado um "garanhão", "pegador", "macho".
Famoso pelas festas extravagantes regadas à mulheres bonitas e orgias, o político de 74 anos vem sendo aclamado em terras tupiniquins como o Machão do Ano e deve ser premiado com o troféu de mesmo nome pelo MMM (Movimento dos Machões Mineiros), movimento que enaltece características típicas dos cafajestes: o desrespeito às mulheres, o gosto pela prostituição, o exagero na bebida, enfim....
No decorrer dos anos, já foram agraciados com a honraria, ninguém menos do que Bill Clinton, que traiu a mulher com sua estagiária, o ex-presidente Itamar Franco, que posou em uma foto com uma modelo, (será?), sem calcinha, e o ex padre paraguaio que teve filhos, Fernando Lugano.
Moralismos à parte, analisemos a situação: o milionário italiano, considerado "garanhão", que tem simpatia por belas prostitutas, parece que também tem uma quedinha por menores, por meninas , e segundo os tablóides italianos foi o que ocasionou seu último divórcio.
A grande verdade, é que tentamos ostentar uma modernidade que não temos e alcançar um estágio de evolução que estamos à léguas de distância de atingir. Ainda somos um país machista, de homens que ainda pensam como o assassino e goleiro Bruno, quando afirmou em entrevista: "Qual o homem que nunca bateu em sua mulher?", um país que ovaciona homens que traem, que estimulam a prostituição e o abuso à menores. Se uma mulher de 50 anos engravida, é sem-vergonha, doida, "sem-noção", se um homem de 60 engravida uma mulher, prova sua virilidade e é festejado no meio em que vive.

Pois é... O primeiro-ministro, que tem 74, fama de quem "dá no couro" (seja por métodos naturais ou recorrendo à famosa pílula azul), líder de um país rico e estruturado, hoje vê sua carreira política beirando à ruína, graças à excessos que, aqui no Brasil, nossos homens aplaudem.
Feminismos à parte, vale a pena citar que elegemos a primeira mulher presidente da História do nosso país. Nosso país de machistas.

Ahhhh e antes que me apedrejem: não sou feminista. Sou feminina
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário