Sejam Bem-vindos

Ideia, cinema, literatura, opinião, crítica, política, Direito, dia-a-dia - Um espaço para escrever, relaxar e soltar o verbo.
A preocupação é deixada de fora.


Sinta-se em casa!




domingo, 1 de julho de 2012

Para Roma com amor. (by Fabi)

Estou bem longe de ser fã ardorosa do trabalho de Mr. Allen, muito embora aprecie algumas de suas obras.
Assistindo a To Rome With Love nesse final de semana, concluí que continuo com a mesma opinião sobre este distinto diretor, por muitos considerado gênio, por outros louco.
Em mais uma de suas odes à Europa, na tentativa de alcançar o mesmo sucesso de Match Point (Londres), Vicky Cristina Barcelona (Barcelona) e Meia noite em Paris (este com uma indicação ao Oscar), Woody Allen não foi tão bem sucedido.
O filme garante momentos ilários, com o próprio Woody Allen atuando e com o italiano Roberto Benigni que está impagável.
É um filme engraçado, inteligente, porém bem longe do nível de um Match Point, por exemplo, que diga-se de passagem é um dos meus preferidos.
O filme conta várias histórias que acontecem na belíssima Roma ao mesmo tempo, a partir da perspectiva de um guarda de trânsito. Daí, desenrolam-se engraçados episódios como o da prostituta Ana, interpretada pela atriz Penélope Cruz  e do cantor de ópera, descoberto pelo personagem deWoody Allen, cujo filho será seu genro.
Enfim.....Não é pq, Para Roma com amor, não é uma obra-prima, que não vai garantir a você 102 minutos de boas risadas.
Vale a pena conferir!

Nenhum comentário:

Postar um comentário