Sejam Bem-vindos

Ideia, cinema, literatura, opinião, crítica, política, Direito, dia-a-dia - Um espaço para escrever, relaxar e soltar o verbo.
A preocupação é deixada de fora.


Sinta-se em casa!




segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Sob o Cuidado Humano (by Gian)



O que pensam os soldados, os combatentes do front de uma guerra a respeito da mesma? Quais são seus ideais? Por que estão ali? Patriotismo, defesa do território pelo qual se acha devido? Dinheiro no final das contas? Lavagem cerebral das forças militares? O que é uma guerra?

O filme é estoniano e tem um nome curioso “Tangerinas”. É de guerra, mas não se passa em um campo de batalha, não tem canhões ou tanques se explodindo. O palco principal é um vilarejo quase deserto, que só não está completamente vazio porque um senhor decidiu ficar em casa pelas lembrança que ali se encontram, pela nostalgia de um recente passado feliz, onde atualmente a guerra local fez com que todos os moradores se mudassem. Seu único companheiro é o vizinho, cultivador de tangerinas que apesar do amor pelo trabalho que exerce também está de mudança, cansado de não ter comprador para suas colheitas ou pessoas para um convívio normal. A vida dos dois sofre uma repentina mudança quando dois carros militares em perseguição e tiroteio sofrem um acidente bem em frente à suas residências, e dois feridos, de nações diferentes (portanto inimigos) são resgatados e cuidados pelos moradores.
Com um roteiro simples; ora cômico, ora tenso; o filme nos leva pra dentro da casa de um senhor tranqüilo, que leva uma vida de paz e sossego, até que salva a vida de dois homens que quase se mataram por uma causa que não conhecem bem. O ódio irracional de um pelo outro e a cordialidade de um desconhecido, as palavras sábias de quem vivenciou outras batalhas, as razões e as injustiças de uma guerra onde à vida perde o valor por disputas de poder em instâncias inacessíveis para a maioria; tudo isso é posto em mesa de modo tão aberto, que torna esse filme uma das grandes surpresas do ano. Simplesmente imperdível.
  Nota 9,0

Nenhum comentário:

Postar um comentário