Sejam Bem-vindos

Ideia, cinema, literatura, opinião, crítica, política, Direito, dia-a-dia - Um espaço para escrever, relaxar e soltar o verbo.
A preocupação é deixada de fora.


Sinta-se em casa!




quarta-feira, 21 de setembro de 2011

De goleada (by Gian)

Terminou há poucos minutos o tão esperado discurso de abertura da ONU da nossa Presidenta Dilma Rousseff, logo após discursou o Presidente estadunidense Obama. A diferença de postura adotada entre os dois líderes foi imensa. Dilma apresentou um Brasil em constante crescimento, falou do problema da crise econômica mundial, defendeu brilhantemente a criação do Estado da Palestina, e solicitou uma cadeira permanente do nosso país no conselho de segurança da ONU, e exaltou de forma competente a importância da mulher na sociedade e na política, aproveitando o fato de ser a primeira mulher a abrir uma assembléia geral do órgão. Obama, apesar de orar melhor que nossa Presidenta pareceu estar na defensiva o tempo todo, desculpando de guerras e invasões dos EUA em países árabes e falando demais sobre quanto foi bom o fim de Bin Laden. Parecia mais preocupado com as próximas eleições do seu país do que com os problemas mundiais. Demos banho, um passo a frente.

"Lamento não poder saudar nesta tribuna o ingresso pleno da Palestina na Organização das Nações Unidas. O Brasil já reconhece o Estado palestino como tal, nas fronteiras de 1967, de forma consistente com as resoluções das Nações Unidas. Assim como a maioria dos país dessa assembleia, acreditamos que chega o momento de termos a Palestina aqui representada a pleno título " Dilma Rousseff

Nenhum comentário:

Postar um comentário