Sejam Bem-vindos

Ideia, cinema, literatura, opinião, crítica, política, Direito, dia-a-dia - Um espaço para escrever, relaxar e soltar o verbo.
A preocupação é deixada de fora.


Sinta-se em casa!




quarta-feira, 28 de julho de 2010

Ditadura da beleza (by Fabi)


Vivemos dias de uma busca incansável pela "perfeição" estética. Viramos escravas da escova progressiva em busca do liso perfeito, das academias e das mais loucas dietas, na tentativa de ter o corpo esculpido e até recorremos ao uso do bisturi, que na maioria das vezes, nem seria tão necessário, para ficarmos "lindas". Diferentemente da antiguidade, em que o padrão de beleza física eram as mulheres mais "cheinhas" que pintores renascentistas retratavam tão geniosamente em suas telas.
Não há nada de abominável em querer se cuidar. Muito pelo contrário! A vaidade demonstra boa auto-estima e vontade de viver melhor. Quem não quer andar na moda? Ter um cabelo brilhante e sedoso? Uma pele de bebê? Um corpo legal para o verão que já está chegando e poder entrar naquele biquini lindooooo?? Problema nenhum. O perigo está exatamente no exagero, na obsessão. Na linha tênue que separa o prazer normal quando nos olhamos no espelho, da constante insatisfação com a própria imagem.
Todos os dias a mídia invade nossas casas, nos vendendo idéias de como a vida seria melhor se nosso corpo fosse como o da Giselle Bundchen, de que não há nenhum problema em fazer certo esforço e entrar naquela dieta milagrosa.
Existem meninas que não conseguem alimentar-se direito, pois ao terminarem uma refeição, correm ao banheiro e forçam vômitos pois tem medo de engordar. Motivadas por um mundo de ilusão que supostamente as levaria a entrar e participar de um universo onde o glamour e o sucesso seriam garantidos e para isso torna-se imprescindível ser magra.
Adolescentes que não conseguem perceber a beleza de sua juventude, por estarem preocupadas com os padrões de beleza estabelecidos por uma ditadura que, a cada dia que passa, produz, cada vez mais, bulímicas, anorexicas e meninas com graves transtornos psicológicos.
Existem até sites na Internet que fazem essa apologia. À magreza exagerada, aos transtornos alimentares em geral. São jovens, obcecadas pela magreza excessiva, dividindo com outras, via Internet, o que consideram ser um estilo de vida. São os grupos, "Pró-ana" (pró-anorexia) e "Pró-mia" (pró-bulimia) cujo lema seria mais ou menos:
"Comida é coisa suja! Massa corporal é banha e a fome é a melhor amiga da mulher! "
Como mulheres, devemos repensar se essa ditadura que nos foi imposta, tem nos feito bem ou mal, se podemos nos impor nessa sociedade louca e frenética, como seres atuantes, com outros interesses além do cuidado exarcebado com a aparência, inteligentes e dotadas de toda sabedoria que nos é peculiar para educarmos nossas crianças a se amarem e se aceitarem da maneira que são.
De que bonito mesmo é ser autêntico, ser vaidoso na medida certa e principalmente, de que legal mesmo é ser *bonito por dentro!



*Um clichê que cai muito bem na atualidade, em que temos tantos peitos e bundas duras e cérebros mais vazios do que nunca.


Nenhum comentário:

Postar um comentário